Com o propósito de aumentar a visibilidade da joalheria contemporânea no Brasil e fortalecer esse movimento, o Atelier Mourão realizou uma convocatória de artistas para compor uma exposição coletiva de peças inéditas.

Sob a perspectiva do tema RUPTURAS, 46 criações foram avaliadas de forma criteriosa e imparcial pelas curadoras Alice Floriano, Miriam Mirna Korolkovas, Nicole Uurbanus e Renata Porto.

R U P T U R A S

É o ato ou efeito de romper, de violar, de forma brusca, algo que havia sido acordado anteriormente.

Ruptura é quebrar com aquilo que é convencional.

Pode ser um momento seu ou mundial.

Uma ruptura de valores ou de caminhos.

Andrea Borges

Possibilidades

“A barreira rompida, o sentido, o sentimento.

Pode ser proteção ou pode ser prisão.

Pode ser para dentro ou pode ser para fora.

Pode ser medo ou pode ser liberdade.

Pode ser verdade ou pode ser ilusão. Pode ser.”

Andrea Borges

Segurança ou liberdade

 

“A corda mantém a segurança de estar preso a um lugar seguro e não deixa cair no abismo.

O rompimento da corda deixa voar.”

Carol Bergocce

 

Liquor

 

“Composta por placas, terminais, circuitos e conectores, foi inspirada na obra Modernidade Líquida de Zygmunt Bauman.

Conectados e sozinhos, antenados e alienados, sem fronteiras e reclusos, com o mundo ao alcance dos polegares nas míseras polegadas das telas, fechamos as janelas.

Com essa transformação, virtual e real fundem-se e confundem-se na busca de patamares intangíveis e expectativas irreais. As relações transmutaram-se em bens de consumo, dispondo-nos um farto cardápio, terceirizando a algum algorítimo de inteligência artificial nossos caminhos e descaminhos, encontros e desencontros de experiência emocional, sem espaço às tentativas, erros e aprendizado.

O amor na modernidade líquida.”

Christine Góes

 

Tecendo Luz

 

“Promessa de explosão; mistério; mergulho; desconhecido; tessitura; possibilidades; vir a ser.”

Cristina Bezerril

 

Nascedouro de pedra

 

“Para abordar o tema da Ruptura, adotei um desvio em relação aos significados mais correntes que carregam a ideia de quebra, separação e rompimento, acrescentando um outro que sugere nascimento.

Quer dizer, como uma bolsa que se rompe antes do nascimento de uma criança, pensei na feitura de uma peça que acoplasse ao ponto mesmo de ruptura, o surgimento de algo novo.

No caso, a pedra, que é um objeto que sempre me ronda, seria esse novo que se deposita, se mistura e se rompe do solo com uma operação de extração.

Nascedouro para sublinhar esse lugar de ruptura que faz nascer.”

Esperança Leria

 

Pingente Tecer

“A peça oferece, diante da ruptura, possibilidades de transformação através da delicadeza da costura em seda, dos brotos de pérolas e da lã que aquece o vão ainda aberto, fechando-o de dentro para fora.”

Gabriela de Oliveira

 

Máscara

 

“O colar “Máscara”  é um trabalho artesanal criado em 2019. Propõe uma experiencia lúdica ao vesti-lo frontalmente . As  duas partes,  opostos que se encontram, negativo e positivo, formam sua enigmática  forma final: máscara xamânica, sob o coração. Corpo fechado.

É um rompimento de forma, pela maneira de vesti-lo pela frente e pelo uso de materiais pouco convencionais pela joalheria tradicional.  Ainda busca uma ruptura de tempo, sugerindo uma relação ancestral sobre o  adorno, usados como amuletos. Provoca a descolonização do pensamento, pela sua composição tribal de formas e significado

A obra sugestiona o empoderamento da linguagem da arte das culturas ancestrais, e a projeção delas num presente-futuro possível.  “

Márcio Sodré

 

Seixo de Prata

“A ideia da joia-seixo é romper com a fronteira metal-gema, lapidando-os em uma peça única. 

Se você fechar os olhos, pelo tato não descobrirá aonde termina o metal e aonde começa a pedra.”

Sarah Lemon

 

CRAC

“A ciência de materiais como metáfora dos nossos dias.

Ao se aplicar tensão sobre um material semicristalino, ele deforma. Quanto maior a tensão, maior a deformação, até que o material sofra ruptura. A superfície resultante dessa ruptura fornece informações importantes sobre as propriedades deste material:

- quanto mais lisas as fraturas, mais duro e frágil o material e;

- quanto mais rugosas, mais tenaz e dúctil.

CRAC é sobre resistência, flexibilidade, deixar ir e ainda assim permanecer inteiro.”

Viola Pineider

 

FRAMMENTI

 

“Um olhar superficial nos faz pensar que as lascas de madeira estejam suspensas ou separadas. É com uma visão completa que conseguimos perceber que a desagregação é só aparente e que na verdade os fragmentos são conectados e interligados, criando um movimento harmônico.

A ruptura é o caminho para a união. ”

Gaspar Carlini

 

Silêncio

“Pegando carona no mesmo conceito de utilizar os materiais encontrados e descartados nas ruas, assim surge a ideia de uma futura coleção em prata e o uso dos fios coloridos de cabos telefônicos, pensando um pouco na sustentabilidade e do uso de materiais menos nobres na criação de joias contemporâneas.

Assim acho que o objetivo dessas peças é quebrar a barreira entre o material de alto valor e unir ao plástico e resíduos descartados criando algo incomum, gerando uma discussão sobre o que estamos fazendo para melhorar o mundo, qual a nossa contribuição, qual a nossa luta...”

Nathalia Canamary

 

Colar Revela

 

“Cada pedaço de madeira conta um pouco da história de sua origem.

Colar Revela foram criados a partir do exercício de serrar uma mesma peça de madeira e buscar os desenhos que existem em seu interior.

 Os cortes longitudinais e transversais geram lâminas diferentes. A mesma madeira, cortada de maneiras diferentes, revela dois pontos de vista da mesma história.”

Soiis Rabelo

 

2016

 

“Em 2016, houve o impeachment da Presidente Dilma Rousseff, reeleita pelo processo democrático em 2014, provocado por articulações de políticos e grandes organizações financeiras usando de fakes news e manobras jurídicas duvidosas.

Uma ruptura na nossa democracia tão nova… Hoje colhemos os frutos podres  onde o povo não tem voz e nem vez. um colar, feito com aquilo que deveria ser precioso, mas não é, o nosso direito de voto respeitado, representado pelo título de eleitor, uma conquista do povo brasileiro, da mulher brasileira. ”

Vivianne Kiritani

 

Fim

“A porta fechou-se abruptamente diante dela.

Aturdida com o acontecido, não esperava aquela escuridão.

Cegou-se diante daquilo que não conseguia enxergar.

Sentiu seu peito cirurgicamente aberto, visitou as águas sombrias das memórias violentas, e se encontrou com uma pequena sabia guerreira que a conduzia invisível durante toda a jornada, mas o que ela realmente não contava era que neste mergulho, além das camadas de peles, ela voltaria a ver-se luz.”

ATELIER-MOURÃO

E:  Rua Gorceix  Ipanema

Rio de Janeiro

T:   21-2267 9191

E:  contato@ateliermourao.com.br

CNPJ: 06.034.396/0001-74

Politica de Entrega e Troca

- Nossas peças são produzidas a mão de forma artesanal. Por isso, uma não é idêntica à outra.

- O envio é feito em até 5 dias úteis após a confirmação do pagamento.

- A data de entrega do produto dependerá do modo de envio escolhido pelo cliente.

- Comprou e não gostou? Nós trocamos por outra de igual valor. Para isso, basta que você solicite a troca em até 7 dias, após a data de entrega sinalizado pelos correio. O frete é por nossa conta, nesse caso.

- Pedidos não finalizador em até 4 dias serão automaticamente cancelados.

- É importante sanar todas as dúvidas antes da compra. Estamos à disposição para respondê-las.